QUEM SOU?

Minha foto
Goiania, Brazil
Um homem simplesmente aí, jogado no rio do devir a procura de si mesmo. Um campo de batalha... uma corda sobre o abismo, um ser no mundo corroido pela angustia da certerza da própria morte, mas que faz dessa consciencia da finitude um motivo para se responsabilizar mais por cada uma de suas escolhas.http://lattes.cnpq.br/9298867655795257

quinta-feira, 4 de março de 2010

Uma estadia no Inferno

Outrora minha vida era um festim aberto a todos os corações e regada por todos os vinhos. Um dia sentei a beleza em meu colo e a achei amarga. O feiticeiras, ó filhas do acaso e da dor meu tesouro foi entregue a vós. Num salto surdo de animal feroz pulei sobre cada alegria para estrangulá-la. Patrões e empregados, todos ignóbeis. A Mão que escreve, vale a mão que lavra. Que séculos de mãos. Por ora, sou maldito, tenho horror a pátria. O melhor será dormir completamente bêbado.